Mostrar Mais

Concurso Público Nacional de Anteprojeto Para o Agenciamento e Paisagismo da Praça Central de Guaratuba

Equipe: Amanda Gavioli eThaís Rosot

Local: Guaratuba | PR

Ano: 2017

Para a proposta de desenho da Praça Central de Guaratuba, tomou-se como partido a análise das condicionantes, deficiências e potencialidades do contexto, encaixando conceitos urbanísticos e paisagísticos a fim de criar um espaço público de qualidade, agregando urbanidade, vitalidade, segurança e identidade.

Este vazio delimitado pelas edificações comerciais, com fachadas ativas, caracteriza uma morfologia urbana favorável a conexão do usuário com o espaço. A proposta de projeto vem com a intenção de reforçar e alavancar essa relação, interpretando variações de fluxos e atividades para promover dinâmica, renovação e garantir o interesse e a interação da população com o lugar.

Primeiramente, procurou-se tratar o local entre as edificações como um espaço único, elevando as ruas ao nível dos passeios e da praça, e criando um desenho integrado.  Este espaço tem como porta de entrada para os veículos a Avenida 29 de abril, que conecta os dois lados do mar, onde foram mantidas duas faixas de rolamento e a maior quantidade possível de estacionamentos. Muitos veículos entram até a 29 de abril e ali ficam, o que significa que o fluxo na volta da praça vai diminuindo e se tornando mais lento. Pensando nisso, propõe-se que a Rua Maria Bastos amortize a diminuição de velocidade para a Rua XV de Novembro, onde apenas uma faixa de rolamento é compartilhada por bicicletas, pedestres e veículos.

A proposta prevê a criação de setores de equipamentos prontos somado a setores de pisos vazios, onde as pessoas podem se apropriar e também podem ser realizados eventos. Essa complexidade e diversidade visa aumentar as possibilidades de flexibilidade e renovação do espaço público, para que ele se mantenha vivo.

Além disso, a identificação das pessoas com o local é essencial para que este ganhe significado. Essa ideia é explorada pela proposta de desenho, que cria um piso dinâmico e característico, que infere um aspecto único a praça. Este desenho de piso também é responsável por salientar e valorizar as visuais da Praça. Uma alameda principal ladeada de palmeiras demarca a Igreja Matriz do Bom Sucesso. Outros eixos menores, também exaltados com palmeiras, demarcam as visuais para o mar, deixando-o à vista para quem está na praça.

Próximo Projeto